1. O FC Porto está de parabéns. Se tinha uma final para ganhar, e a ganhou, então, viva o FC Porto! Mais importante ainda, a equipa portista sai deste fim-de-semana com a liderança reforçada: agora são quatro pontos de vantagem para o segundo lugar e cinco para o terceiro. Isto em apenas onze jogos. Foi uma jornada em cheio.

2. E logo esta, que estava armadilhada. O FC Porto dispunha de menos de 72 horas para recuperar da jornada vitoriosa na Liga dos Campeões, e já depois de um difícil jogo no Bessa, tinha ainda quatro jogadores indisponíveis (três lesionados e um castigado) e todos sabemos que o plantel é, numericamente, curto e defrontava um adversário valoroso e motivado pela recuperação efectuada no campeonato.

3. Não ganhar no sábado era não só ceder à pressão artificialmente insuflada como era simplificar os jogos dos adversários directos que apenas jogavam no domingo, com mais dois dias de descanso. E poder ver as distâncias encurtadas. Foi em circunstâncias parecidas com esta que o FC Porto falhou noutras épocas. È verdade que nesta jornada actuava antes dos adversários mas, na práctica, as consequências seriam as mesmas. Com a vitória, dinamitou todo e qualquer obstáculo, reforçou a sua confiança, saiu mais unido e pressionou os rivais. Acabou por sair ainda mais líder.

4. O Sérgio Conceição precisou de recorrer a toda a sua imaginação e a toda a sua riqueza táctica para montar um onze que mantivesse a competitividade e os princípios fundamentais do jogo da equipa. Voltou a surpreender nas escolhas e voltou a ter sucesso com as suas opções. É um excelente treinador e um grande líder!

5. Os jogadores, esses, mostraram de que matéria são feitos. Visivelmente menos frescos que o habitual, não deixaram de dar tudo o que tinham para chegar à vitória e garantir os três pontos. Assim, jamais alguém ousará questionar o seu valor e o seu carácter. Estão comprometidos e estiveram inexcedíveis. Jogaram nos limites, foram humildes e coesos e demonstraram que estão verdadeiramente empenhados em chegar ao fim no primeiro lugar.

Não deixem de me seguir no Twitter em https://twitter.com/jfernandorio