EM ALTA

PORTISTAS EM DESTAQUE

Aboubakar, Brahimi, Herrera, Corona, Reyas, Maxi Pereira e Dalot convocados para as selecções nacionais.

Felipe, Alex Telles, Danilo e Brahimi foram eleitos para o onze ideal da Liga relativo a 2017. O Sporting também conta com quatro eleitos contra apenas três do Benfica.

Por fim, Alex Telles foi eleito o melhor defesa da Liga no mês de Fevereiro e Sérgio Conceição o melhor treinador.

A SUBIR

DANILO

Excelente entrevista do médio do FC Porto ao jornal O Jogo de 22 de Março.

Frontal e directo, não deixou de responder a nenhuma das questões que abordaram muitos dos temas que marcam a época e o momento da equipa.

Se alguém tinha alguma dúvida elas ficaram esclarecidas. Além de grande jogador e atleta, Danilo é um líder inteligente e inclusivo que percebe bem o clube e acidade onde está integrado e a importância da individualidade no fortalecimento do colectivo. Se cada peça não estiver bem e no seu lugar, a equipa nunca renderá tudo o que pode.

Entrevista de longo alcance e com poucos lugares-comuns.

ESTÁVEL

PAUSA PARA AS SELECÇÕES

Normalmente não aprecio estas pausas no campeonato. Os jogos das selecções são pouco interessantes (particulares ainda mais) e obrigam todas as ligas a parar.

Desta vez, no entanto, ela pode ser útil para alguns clubes, nomeadamente o FC Porto.

Com dois jogos por semana desde o início do ano e com estágios encadeados uns nos outros é natural que exista uma certa saturação por parte dos jogadores. Este esforço e intensidade competitiva também trouxe muitas lesões, pelo que esta pausa pode ser muito importante para a recuperação de alguns deles e para recentrar de novo nos jogos que faltam até ao fim da época.

A DESCER

IPDJ

A absolvição do líder dos Super Dragões pelo Tribunal foi uma derrota em toda a linha para o Instituto Português do Desporto e Juventude.

Fernando Madureira tinha sido condenado por um acto que não cometeu, do qual não há testemunhas que o confirmem (antes pelo contrário) e em total oposição àquilo que as imagens demonstram.

Foi uma atitude persecutória, que apenas teve por intuito mostrar poder e afrontar o clube que tem desmascarado as más prácticas de quem dirige e superintende o instituto.

Esta decisão do tribunal, aliás, descredibiliza directa e pessoalmente João Paulo Rebelo e de Augusto Baganha (sec.estado do desporto e presidente do ipdj, respectivamente), uma vez que ambos serviram de testemunhas de acusação mas cujo depoimento não impediu a anulação do castigo inicial.

EM QUEDA LIVRE

BENFICA

5.000 borlas? 2 milhões de prejuízo? A troco de quê?

Primeiro-ministro, ministros, secretários de estado, deputados, presidentes de câmara, presidentes de empresas públicas, presidentes de empresas municipais, de institutos, elementos da polícia, do SEF, da GNR. Ao que consta, num só jogo, estiveram presentes ao mesmo tempo 20 juízes!

Nas borlas também se incluem dirigentes executivos da Liga e da Federação, observadores, delegados e, pior, membros dos conselhos de disciplina e justiça desportiva e do Tribunal Arbitral do Desporto.

Não há qualquer explicação plausível que consiga justificar estes números, esta procura e oferta de bilhetes, esta promiscuidade e este corre-corre para o estádio do Benfica

Uma autêntica fogueira de vaidades.

É o regime a servir-se do clube e o clube a servir-se do regime.

O estádio da Luz mais parece uma espécie de circo romano dos tempos modernos.