EM ALTA

HAT-TRICK PORTUGUÊS

FC Porto, Benfica e Sporting fizeram o pleno de vitórias nesta jornada das competições europeias. De forma mais impressiva, mais titubeante ou in extremis, todos cumpriram a sua obrigação de vencer porque todos eram mais fortes do que os seus adversários. O futebol português precisa muito de mais jornadas como esta!

A SUBIR

SPORTING DE BRAGA

Após um mês de agosto periclitante, em que foi eliminado de forma precoce e surpreendente da Liga Europa e consentiu um empate frente ao Santa Clara depois de estar em vantagem por 3-0, arrancou para um setembro cem por cento vitorioso que o levou à liderança da I Liga. O Braga é candidato ao título, mas aguardo com expectativa como vai reagir frente ao Rio Ave, primeiro jogo disputado enquanto líder e com a possibilidade de aumentar distâncias para a concorrência.

ESTÁVEL

IKER CASILLAS

O guarda-redes do FC Porto demonstrou mais uma vez toda a sua categoria e que mantém todas as faculdades que já fizeram dele o melhor do mundo. Frente ao Galatasaray fez duas defesas daquelas que fazem a diferença no final do jogo. Garantiu que o FC Porto, na sua fase menos boa, fosse para o intervalo empatado para depois, numa segunda parte empolgante, chegasse ao golo, aos três pontos, aos milhões e à liderança do grupo.

A DESCER

RUI VITÓRIA

É verdade que estancou a hemorragia de derrotas europeias que já durava há oito jogos, mas o modo como reagiu ao insucesso no jogo de Chaves não é digna do homem que pretende ser nem que pretendem que ele seja. Raramente assume responsabilidades nos maus resultados e é sempre muito lesto a culpar e a pressionar as arbitragens, ameaçando os árbitros de que vai estar atento às suas decisões futuras e à sua carreira. Pior só a reacção à expulsão de Rúben Dias em Atenas, “a este nível temos de ter cuidado”. Pois…

EM QUEDA LIVRE

LUÍS FILIPE VIEIRA

O presidente do Benfica viu confirmado pelo TAD o castigo de 67 dias aplicado pelo Conselho de Disciplina. Este castigo surgiu porque LFV chamou populista e mentiroso compulsivo a Bruno de Carvalho, comparando-o a Vale e Azevedo. Ou seja, o actual presidente do Benfica insultou o ex-presidente do Sporting comparando-o com um antigo presidente desse mesmo Benfica. As voltas que a vida dá. E como será no futuro? A vida dá tantas voltas…