EM ALTA

FC PORTO / FUTEBOL

Os portistas cumpriram os seus propósitos e, a uma jornada do fim, selaram o apuramento para os 1/8 de final da Liga dos Campeões. Também garantiram desde já o primeiro lugar do grupo e o estatuto de cabeça de série no sorteio para a próxima fase. O apuramento foi obtido com um empate inicial e depois com uma série de quatro vitórias consecutivas. Neste momento, apenas Real de Madrid, Barcelona e FC Porto garantiram o apuramento no primeiro lugar do grupo, o que demonstra bem a consistência e a dimensão europeia dos portistas.

A SUBIR

FC PORTO / ANDEBOL

O FC Porto apurou-se para a fase de grupos da Taça EHF depois de eliminar os alemães do Magdeburgo. A equipa alemã é uma das melhores do mundo e é a actual segunda classificada da Bundesliga, uma das mais competitivas ligas mundiais. Os portistas tinham perdido na 1ª mão fora de casa mas acreditaram que era possível ir mais longe na competição. Prepararam muito bem o jogo, trabalharam muito, excederam-se, até, e derrotaram os poderosos e favoritos alemães. Foi mais uma prova do valor deste plantel, desta equipa técnica e da estrutura que o dirige. Parabéns a todos.

ESTÁVEL

SPORTING

Os leões cumpriram a sua obrigação e qualificaram-se para os 1/16 de final da Liga Europa. Num grupo acessível, nem as dificuldades que envolvem esta época justificariam outro resultado que não fosse o apuramento. Fazê-lo com uma goleada num jogo fora apenas dá um pouco mais de brilho à jornada e ao feito. É bom para o ranking nacional que o Sporting (e o Benfica…) continue nas competições europeias. O FC Porto não pode carregar sozinho o país às costas. O clube de Alvalade também está de parabéns pelo apuramento inédito da sua equipa de andebol para os 1/16 final da Liga dos Campeões.

A DESCER

BENFICA

Terrível o que se passa com o Benfica nas competições europeias. São 10 derrotas em 11 jogos. O que leva a equipa a ser eliminada pela 2ª vez consecutiva da Liga dos Campeões. Isto para além de ser um peso para as contas nacionais nos rankings europeus. O Benfica a cada época perde prestígio e dimensão e deita fora milhões e milhões de euros. É um sinal de fraqueza de uma direcção do clube que prometeu um Benfica europeu e que diz ter encontrado em Rui Vitória o treinador capaz de materializar essa dimensão do clube…

EM QUEDA LIVRE

LUÍS FILIPE VIEIRA

Ficamos a saber que o clube lisboeta, que diz de si próprio que está dez anos à frente dos outros, tem um presidente que se guia por uma luz e toma decisões baseadas em feelings. À medida que as revelações continuam e os processos avançam ficam expostas as fragilidades benfiquistas e fica-se com a ideia que, afinal, estamos perante um gigante com pés de barro. Sem Pires nem Piriquitos, sem Nunes nem Gonçalves, o Benfica começa a parecer uma instituição arcaica. Esta rábula do despede, não despede o treinador demonstra bem a falta de rumo e as divisões internas que existem. O que possibilita o aparecimento de alternativas fortes e bem preparadas, como vimos esta semana acontecer com Bruno Costa Carvalho e o seu bem estruturado plano de governação.