Grande jogo de futebol, talvez o melhor de sempre desta competição, com um vencedor justíssimo e com um digno vencido.

As duas equipas deram tudo o que tinham e, no fim, ganhou a melhor.

Além disso, foi uma lição viva de fair-play.
Parabéns aos jogadores das duas equipas.

A arbitragem, positiva na generalidade, teve dois erros que prejudicaram o FC Porto – não assinalou um penalti sobre Corona aos 8 minutos e deixou no bolso o segundo amarelo a Seferovic aos 81 minutos – e esteve bem no lance de fora de jogo antes do intervalo: o árbitro assistente achou que era fora de jogo, cumpriu com as regras e deixou a jogada ir até ao fim, altura em que levantou a bandeirinha; o VAR foi chamado a intervir e, não havendo um erro claro e óbvio, corroborou a decisão do assistente.

Tudo o resto é conversa e mau perder.